Veneza sem mascaras??

Veneza, 17h (12h no Brasil)

Ciao


Hoje estive pela primeira vez em Veneza. Da outra vez acordei, olhei o relogio e voltei a dormir. Louco, nao, acordar em Veneza e preferir dormir? Mas e assim. E e com isso que temos de ter cuidado, pois aqui as coisas se tornam um tanto quanto rotineiras/comuns/repetidas/banais. Mas depois que voltamos para casa rola aquele arrependimento de ter tido a oportunidade de conhecer a cidade, mas nem desceu. Enfim, decidi descer sempre e quem sabe conhecer a fundo cidades como Veneza. Afinal, como coloquei antes, faremos o MESMO roteiro ate o fim do ano. Entao, todo o sabado estarei eu em Veneza.

Bem, a cidade e perfeita. Nessa primeira descida de pouco mais de duas horas, em meio a uma garoa, pude ver uma cidade bem pequena, que inspira romantismo e e irreconhecivelmente italiana. Realmente a cidade vive sob as aguas (nao que eu duvidasse disso, mas e uma caracteristica marcante. Para tudo se usa barco, canoa e afins. NADA DE CARRO! Automoveis mesmo somente na entrada da cidade, assim que se sai do porto. Ponte, pontes e mais pontes e o que se ve por aqui, por cima do rio, a altura egrande, para diferentes tipos de lanchas, de passeio e de servicos. E engracado ver barcas descarregando produtos em lojas, com a embarcacao estacionada na margem da calcada e os funcionarios tirando as caixas, como fazem no Brasil, porem com caminhoes. Logo na entrada de Veneza propriamente dita vi uma enorme ponte toda em forma de escada, onde o trafego de turistas e GRANDE. Imagine algo parecido com aquela ponte da Aparecida do Norte, mais o caos do Terminal Tiete. E isso que senti. Pessoas levando malas na escada, muita, mas muita gente se guiando por mapas e muitos comerciantes de rua. QUASE TODOS indianos. Se no Brasil temos muito chineses e japoneses no comercio, em Veneza a onda esta para os indianos. Comprei um guia para poder ver o maximo que eu puder de Veneza ate o fim do meu contrato.
Um amigo aqui disse na noite passada que eu devia sim ir a Veneza, mas ele so nao curtiu ver muitas mascaras nos comercios (????). Louco ele. Mas e um cara legal. Seria o mesmo que ir a Salvador, Bahia, e reclamar do excesso de baianas nas ruas. So andei desta vez. Estudarei pontos e voltarei com mais foco. Uma visita interessante que fiz foi ao templo de Santa Luzia. Pena que nao e possivel tirar fotos. No chao vi umas placas de marmore, onde estao enterrados membros da igreja de seculos atras. Me vi no livro Codigo Da Vinci, tentando traduzir os escritos em latin. Mas o que mais impressiona no templo e o corpo mumificado de Luzia. Incrivel, corpo pequenino, coberto por uma tunica, pes a mostra, bem deteriorados, mas impressionantemete intactos (fui confuso ne??). Mas pelo tempo em que la esta, o corpo esta inteiro. Somente o rosto nao e possivel ver, pois foi coberto por uma cabeca dourada, com seu rosto esculpido, semelhante aquelas mumias egipcias. Das maos de Luzia, cruzadas no peito, ficaram apenas alguns ossos, que parecem gravetos entrelacados. A visao impressiona. E e possivel ver de perto, no caixao de vidro, a menos de um palmo de distancia. Impressionante!

Estive ontem em Dubrovinik, Croacia, onde conheci uma cidade antiga, cercada por um imenso forte militar que contorna a cidade, num muro entre o mar e a cidade. Subi o forte, contornei ele todo, dois quilometros. Ao longo da caminhada, vi as casas todas feitas de pedra, em ladeiras de ruas tambem feita em pedras, grandes quadrados beges por toda a cidade. La nao vi muita coisa de diferente, mas as fotos ficaram legais. Pelo que vi por la. Dubrovinik foi a unida cidade croata a nao ser dominada, numa guerra com a Italia.

Aqui, a ultima remessa de brasileiros vai embora, transferidos para outro barco. Novos chegam para substitui-los.

Me pediram para falar sobre os treinamentos a bordo.
Assim que chegamos, somos convocados para varios boat drills, treinamentos e aulas sobre seguranca a bordo, tipo aqueles que temos antes de embarcar. Todo dia sai uma lista sobre quem foi convocado para o treinamento "X" (seguranca ou meio ambiente, por exemplo), normalmente escolhido no seu horario vago. Esses cursos vao ate umas tres semanas. Nao tem erro. O quadro fica ao lado de onde todo mundo come. O chato e que sao muitos cursos e justo no horario vago.
Passados esses cursos, ha os simulados de emergencia. Eles ocorrem em TODO EMARQUE (para passageiros) e uma vez por cruzeiro somente para tripulacao. Somos obrigados a participar de todos. Ha ainda o port maning, uma escala a cada cruzeiro que indica quem deve ficar dentro do barco, em determinada descida. Entao esse tripulante nao pode sair do barco, pois, em caso de emergecia, havera sempre alguem para o apoio.

Por enquanto e isso...escrevo mais depois...

ciao, ciao
eLi

4 Responses
  1. adorei sua rota!!! e vc vai ter tempo pra conhecer bastante os lugares pois estará sempre nos mesmos!
    adoooro ler seu blog.
    bjocas


  2. Elaine Says:

    ELI LINDO PASSANDO MAIS UMA VEZ POR AQUI E ISSO AI NESTE POST DA PRA VER QUE VOCÊ ESTÁ BEM MELHOR, NÃO CHORE POIS PELO QUE VI EM SEU ORKUT ES BEM QUERIDO EM TERRA.. E EU AKI MAIS FIRME E FORTE NO INGLES...
    SUPER BEIJOSSSSSS


  3. guina Says:

    Belos passeios heim Eli, que inveja hehehe.
    valeu por responde sobre os treinamentos...
    no curso falaram sobre se vc quiser pode fazer curso de linguas, isso procede?
    continue mandando notícias... e bom trabalho ai!!
    Abraço.


  4. eLi Says:

    Pois e, Jessica! Toda semana nos mesmo lugares. Uma rotina diferente ahahha
    DEsco sempre em Dubrovinik...nos outros...as vezes durmo...as vezes saio...e assim vai!

    Pois e, Elaine! E bom ter pessoas boas esperando por voce! Pode ter certeza que voce faz parte desse time de pessoas especiais para a vida! Beijo, beijo!


    Oi Guina! Respondi direito as perguntas nos posts?? Continue sempre visitando e perguntando. Sempre que posso respondo!!!
    Abracaoo

    Bons ventos a todos, viu!!??!